09/11/2022

Vigilância Sanitária inscreve para nova edição do Curso de Boas Práticas no setor alimentício

Vigilância Sanitária inscreve para nova edição do Curso de Boas Práticas no setor alimentício

Capacitação direcionada aos comerciantes visa garantir a segurança alimentar e o bom serviço em estabelecimentos como restaurantes e mercados

A Vigilância Sanitária de Suzano está com inscrições abertas para mais um Curso de Boas Práticas para Serviços de Alimentação, destinado para até 80 participantes. A capacitação será realizada no dia 21 deste mês, no Anfiteatro Orlando Digenova, localizado no interior do Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moriconi (rua Benjamin Constant, 862 – Centro), das 8 às 17 horas, de forma gratuita. Para efetuar a inscrição é preciso acessar o formulário por meio do link bit.ly/CursodeBoasPraticas, ou entrar em contato pelos telefones (11) 4745-2070 e 4745-2063.

O treinamento, coordenado pela professora e fiscal da Vigilância Sanitária de Suzano, Rita Gomes, vai tratar de aspectos centrados em termos da legislação municipal para abertura e manutenção de comércios, incluindo também os procedimentos voltados ao cuidado adequado do ambiente e das mercadorias. O curso será direcionado a todos os suzanenses que têm um estabelecimento ou um serviço voltado para alimentação, incluindo mercados, restaurantes, bares e lanchonetes. Ao final da iniciativa, os presentes receberão um certificado de participação na formação.

A ação faz parte de uma série de reuniões promovidas pela Vigilância Sanitária para atender os comerciantes e oferecer uma oportunidade para que estes encontrem formas mais eficazes de garantir a segurança de seus clientes quanto aos alimentos e as mercadorias consumidas, incluindo ainda os cuidados com os espaços físicos de restaurantes e supermercados. Desde o começo do ano 150 participantes participaram em três edições do curso.

Para o diretor da Vigilância Sanitária, Mauro Vaz, muitos estabelecimentos surgiram em meio à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), então alguns podem não estar garantindo um serviço ideal aos consumidores. “Acima do lucro para os empreendedores, precisamos ter certeza que esses locais ofereçam um produto de qualidade para os cidadãos de forma que sua saúde não entre em risco de forma alguma. O intuito é ajudar empreendedores e consumidores por meio de ações e conceitos simples”, definiu.

Por fim, o diretor destacou que o setor não deve ser visto somente como um órgão que aplica sanções, mas sim uma entidade que caminha junto aos empreendedores. “Não somos apenas uma agência de punição, mas também um parceiro do consumidor e daqueles que trabalham e comercializam alimentos. Nós trabalhamos em prol dos suzanenses”, finalizou Mauro Vaz.