17/03/2021

Suzano inaugura novo ‘covidário’ no Pronto-Socorro Municipal

Suzano inaugura novo ‘covidário’ no Pronto-Socorro Municipal

Ala anexa ao prédio do PS conta com 15 leitos de unidade semi-intensiva, todos com respiradores

A Prefeitura de Suzano inaugurou nesta quarta-feira (17/03) uma nova ala no Pronto-Socorro Municipal (PS) específica para o atendimento de pacientes diagnosticados com o novo coronavírus (Covid-19). Desde que começou a funcionar durante a madrugada, o “covidário” já acolheu nove pessoas identificadas com a doença. Outros seis leitos serão liberados nesta quinta-feira (18/03).

O local receberá pacientes apenas por encaminhamento, portanto o atendimento segue sendo realizado no PS. Se for necessário, a pessoa será encaminhada ao “covidário”, onde realizará cadastro e poderá ser direcionada para uma das poltronas de oxigenoterapia ou, em casos mais graves, para um leito adequado a sua condição. O espaço conta com 15 unidades semi-intensivas, todos com respiradores e monitores de parâmetros, nove poltronas para oxigenoterapia de pacientes estáveis, salas de medicação, triagem e coleta, dois consultórios médicos e dois postos de enfermagem.

Com isso, Suzano passa a dispor de 27 leitos semi-intensivos, além de 30 enfermarias e 20 Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). O titular da Saúde suzanense, Pedro Ishi, explicou que todos os itens utilizados no ‘covidário’ são provenientes do antigo Hospital de Campanha e com isso a equipe conseguiu oferecer uma estrutura com 15 leitos com respiradores e 9 vagas para observação. Segundo ele, será um importante posto de atendimento às pessoas diagnosticadas com a Covid-19.

Segundo o prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi, o espaço foi implementado com o objetivo de esvaziar o PS e garantir que a cidade tenha infraestrutura adequada para atender toda a população. Com o novo “covidário”.

O chefe do Executivo suzanense pediu a colaboração de todos para que o vírus não circule e alertou que todo o Estado está preocupado com leitos, muitas cidades da região estão com altos níveis de ocupação. A prefeitura tem trabalhado para fornecer todo o suporte necessário às famílias, mas o cenário é preocupante e é preciso se prevenir.