21/09/2021

Suzano chega a 91,3% do público imunizado contra a Covid-19

Suzano chega a 91,3% do público imunizado contra a Covid-19

Cidade tem 225 mil pessoas vacinadas, das quais 55% já tomaram a 2ª dose

O município de Suzano conta com 225.116 pessoas vacinadas com pelo menos a primeira dose da vacina contra a Covid-19, conforme registro oficial no “vacinômetro” do governo do Estado. O índice já representa 91,33% do público maior de 12 anos, que é estimado em 246.463 munícipes. Nesta semana, o cronograma de vacinação prevê três dias de atendimento, contemplando diferentes grupos prioritários em datas estipuladas.

Do total de vacinados no município até o momento, 7.549 pessoas receberam a imunização em dose única e 119.822 completaram a segunda etapa, sendo 55% do grupo que precisa tomar as duas doses. Quanto à terceira aplicação de reforço, 597 cidadãos já foram contemplados.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Pedro Ishi, os números revelam o êxito da operação e a dedicação da Prefeitura de Suzano em garantir a vacinação no município. Ele acredita que as pessoas precisam desse acesso rápido e fácil à imunização, pontuando que já foram perdidos muito tempo e vidas nessa pandemia. Então a vacinação em Suzano é vista como uma verdadeira luta contra o tempo, por isso há a busca de inibir qualquer tipo de burocracia, abrindo mão do agendamento e concentrando a operação em áreas de fácil acesso nas três principais regiões do município.

A campanha tem prosseguimento nesta semana, com três dias de atendimento, de quinta-feira a sábado, contemplando diferentes públicos. No primeiro dia, quinta-feira (23/09), os polos iniciam o trabalho com a oferta da segunda dose às pessoas com aprazamento da aplicação previsto para até 23 de setembro. Neste dia também haverá a terceira aplicação aos idosos maiores de 70 anos que já completaram a segunda etapa há seis meses ou mais.

Logo na manhã seguinte, na sexta-feira (24/09), o atendimento será exclusivo aos munícipes que aguardam a segunda dose para até 24 de setembro. O acolhimento nesses dois dias será das 8 às 17 horas no Centro de Artes e Esportes Unificado (CEU) Alberto de Souza Candido (rua Teruo Nishikawa, 570 – Jardim Gardênia Azul) e no Centro Cultural de Palmeiras (Tv. Crispim Adelino Cardoso, 42 – Vila Júlia). Já a Arena Suzano (avenida Senador Roberto Simonsen, 90 – Jardim Imperador) terá horário ampliado, das 8 às 19 horas, com sistema drive-thru operante no Parque Municipal Max Feffer somente até as 17 horas. A entrada de veículos se dá pela avenida Brasil.

No sábado (25/09), a pasta planeja repetir o chamado “Dia V” de vacinação. O objetivo é garantir a primeira dose a todos os munícipes maiores de 12 anos que ainda não se vacinaram. Neste mesmo dia será ofertada a segunda dose aos cidadãos com aprazamento até 2 de outubro e a terceira aplicação de reforço às pessoas imunossuprimidas que concluíram a segunda etapa da imunização há 28 dias ou mais. O grupo contempla transplantados em uso de medicação imunossupressora, pessoas que vivem com HIV e pacientes que fazem tratamento contra o câncer, por exemplo. O atendimento no sábado também estará disponível nos três polos de vacinação, das 8 às 17 horas.

Documentação

Para receber a primeira dose, é necessário apresentar RG, CPF, comprovante de endereço de Suzano e uma filipeta oficial devidamente preenchida com letra legível. A ficha pode ser acessada e impressa no link bit.ly/FichaCovidSuzano. O pré-cadastro no site “Vacina Já” (www.vacinaja.sp.gov.br), do governo do Estado, também é necessário.

No caso dos adolescentes também é necessária a autorização do responsável legal, que deverá acompanhar o jovem ou assinar o Termo de Assentimento Livre e Esclarecido. O documento, disponível para acesso em www.suzano.sp.gov.br, será obrigatório para os adolescentes desacompanhados.

Para receber a segunda dose, basta o munícipe apresentar um documento original com foto, CPF e o cartão de vacinação adquirido na primeira etapa. Os mesmos requisitos são necessários para receber a terceira dose de reforço, a fim de se comprovar as duas aplicações anteriores dentro do prazo vigente. No caso das pessoas imunossuprimidas, também será exigido relatório médico ou receita de uso contínuo.