09/11/2021

Promotoras legais discutem publicidade infantil na 30ª aula do ano

Promotoras legais discutem publicidade infantil na 30ª aula do ano

Conteúdo foi apresentado pela advogada Livia Cattaruzzi às mais de 300 alunas do curso promovido pelo Saspe

O 9º curso de Promotoras Legais Populares (PLP), oferecido pelo Serviço de Ação Social e Projetos Especiais (Saspe), chega a 30ª aula com material exclusivo sobre publicidade infantil, nesta terça-feira (09/11). O conteúdo foi explanado pela advogada e especialista no assunto Livia Cattaruzzi e pode ser acompanhado no canal “TV Prefeitura de Suzano” (bit.ly/TVPrefeituradeSuzano).

A atividade complementa o programa pedagógico do curso, estruturado de forma estratégica para potencializar o espectro de atuação das futuras promotoras e ampliando o debate para o consumismo infantil. O conteúdo é apresentado neste momento em razão da proximidade da Black Friday, quando o consumo tende a aumentar.

Durante a aula, de aproximadamente uma hora de duração, a pós-graduanda em Neurociência e Comportamento pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-RS) e secretária-geral da Comissão de Defesa do Consumidor da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SP) traz um panorama geral do consumismo na sociedade e explica sobre como virou uma sensação de pertencimento.

“É importante diferenciarmos o consumo do consumismo. Todos somos consumidores, de uma bala a uma passagem de ônibus. Já o consumismo é esse estímulo de consumir sem a reflexão prévia, como se não bastasse a aquisição, mas sim a exibição”, explica.

Após a reflexão inicial, a advogada traz o conceito aplicado para o público infantil, que não passa imune a esse processo, com exemplos de propagandas, ações de marketing e como o espaço escolar é visto como um ambiente estratégico para as empresas.

Lívia Cattaruzzi também foi advogada do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC ) e do Instituto Alana, onde era responsável pela área de litígio estratégico do programa “Criança e Consumo”. Atualmente, atua como consultora jurídica em Direito do Consumidor e Direito de Crianças e Adolescentes.

Por fim, ela reforça que expor as crianças à publicidade abusiva é um crime previsto em lei e que essa rede de apoio com as famílias, profissionais da educação e também das empresas é fundamental.

A dirigente do Saspe e primeira-dama de Suzano, Larissa Ashiuchi, comenta que trazer o assunto para o curso é transformador para as participantes. “Muitas das nossas alunas são mães, tias, professoras e pilares essenciais nessa rede de apoio. Dar acesso a um conteúdo tão importante é mais uma oportunidade de fortalecermos um consumo consciente desde a infância”, finaliza.