06/09/2021

Projeto Aconchego realiza primeiro acolhimento presencial e aborda adoção

Projeto Aconchego realiza primeiro acolhimento presencial e aborda adoção

Encontro contou com servidores que passam pela experiência da espera do filho

A Secretaria Municipal de Administração, por meio do Núcleo de Acompanhamento aos Servidores (NAS), realizou nesta sexta-feira (03/09) o primeiro acolhimento presencial do “Projeto Aconchego” tendo a adoção como tema central. O encontro contou com a presença de servidores que passam por esse processo e da titular da pasta, Cintia Renata Lira, que é mãe de cinco filhos, sendo duas meninas adotivas. Na oportunidade, o grupo pôde compartilhar experiências sobre o assunto.

A ação foi mediada pelos psicólogos e assistentes sociais do NAS, além da coordenadora do órgão, a psicóloga Renata Pires. “O objetivo do projeto é oferecer um espaço de cuidado e acolhimento aos servidores que estão à espera do primeiro filho, seja ele biológico ou adotivo. Queremos nos aproximar e apoiar os trabalhadores, sobretudo aqueles que estão enfrentando uma nova etapa na vida, que é a chegada de uma criança e a construção do lar. Assim, auxiliamos com acompanhamento psicológico, aconselhamento familiar e financeiro. Tivemos uma experiência muito positiva durante as reuniões remotas e agora finalmente conseguimos um encontro presencial, seguindo todos os protocolos sanitários contra a Covid-19”, lembrou.

A secretária municipal de Administração, Cintia Renata Lira, esteve presente no acolhimento e emocionou o grupo ao relatar a experiência vivenciada há dez anos, quando decidiu ampliar a família com a adoção de duas meninas. “Eu sempre tive essa vontade, que ficou adormecida quando tive meus três filhos. Porém, depois de um tempo e com muito diálogo na família, decidimos entrar na fila de adoção para uma menina. Foi quando, durante o processo, nos sugeriram a adoção de duas irmãs. Levamos cerca de nove meses de tramitação, foi uma verdadeira gestação até a chegada das meninas. A emoção é a mesma, vivemos tudo com muita intensidade”, contou.

Cintia compartilhou detalhes sobre a conciliação entre família, trabalho e maternidade, gerando pertencimento e empatia junto ao grupo composto por servidores em diferentes etapas do processo de adoção. “A tarefa não é fácil. Inúmeros desafios vão surgir ao longo dos anos. Por isso, enxergo a adoção como ato de coragem e muito amor. Os pais precisam ser fortes porque a segurança deles depende da gente. Esse processo é realmente algo que mexe muito e nos transforma para pessoas melhores, tenho certeza”, comentou a secretária, que é mãe de João Gabriel, Laís, Paulo Henrique, Natieli e Pedro Augusto.

A chefe da pasta também reforçou a importância do “Projeto Aconchego” para os trabalhadores da Prefeitura de Suzano. “Essa é mais uma ação do NAS que vem para nos auxiliar, com mais qualidade de vida e atenção à saúde mental dos servidores municipais. Passamos muitas horas diárias no trabalho, então precisamos enxergar o ambiente como um espaço acolhedor, onde seja possível estabelecer relações de troca sobre diferentes aspectos, não somente a questão profissional”, destacou. Para saber mais sobre o “Projeto Aconchego”, o contato é o telefone (11) 4745-2152 e o e-mail sma.nas@suzano.sp.gov.br.