20/03/2020

Prefeitura de Suzano e Ministério Público sugerem suspensão de atividades comerciais

Prefeitura de Suzano e Ministério Público sugerem suspensão de atividades comerciais

Ação visa prevenir a proliferação do novo coronavírus na cidade; medida tem apoio da Associação Comercial e do Sincomércio

A Prefeitura de Suzano recebeu nesta sexta-feira (20/03) uma nova recomendação expedida pelo Ministério Público do Estado de São Paulo. Trata-se do pedido de suspensão das atividades comerciais na cidade, a fim de prevenir a proliferação do novo coronavírus (Covid-19). A medida tem apoio da Associação Comercial e Empresarial (ACE) do município e do Sindicato do Comércio Varejista (Sincomércio) da região.

Entre as recomendações está a suspensão de todas as atividades e serviços privados não essenciais, a exemplo de academias, clubes, shopping centers, cinemas, teatros, restaurantes, lojas de conveniência de postos de gasolina, call center e comércio em geral. Também é sugerida a suspensão das atividades e serviços públicos não essenciais que não puderem ser realizados por meio digital ou mediante trabalho remoto.

O documento pontua a proibição da entrada de novos hóspedes no setor hoteleiro e a suspensão de todo e qualquer evento realizado em local fechado, independentemente da sua característica, condições ambientais, tipo do público, duração e modalidade, inclusive de natureza religiosa e educacional, e dos eventos realizados em local aberto que tenham aglomeração prevista com mais de 15 pessoas.

Contudo, farmácias e drogarias, açougues e casas de carnes, mercados e supermercados, pet shops, padarias (sem consumo em balcão), quitandas, lojas de produtos de limpeza e descartáveis e postos de combustíveis poderão continuar a exercer suas funções, respeitando as orientações previstas nos decretos 9.432, 9.437 e 9.439/2020.

Apoio
Em respeito aos comerciantes e empresários de Suzano, o prefeito Rodrigo Ashiuchi se reuniu com os presidentes da ACE, Fernando Fernandes, e do Sincomércio, Valterli Martinez, com o objetivo de apresentar as medidas e estudar a melhor forma de colocá-las em prática.

No encontro, o chefe do Executivo suzanense destacou que as medidas buscam minimizar os impactos do novo coronavírus na cidade. Ashiuchi disse que trabalha para minimizar os impactos, resguardando as famílias suzanenses. Ele destacou que a recomendação veio do Ministério Público e foi apresentada à ACE e ao Sincomércio para que entendam as medidas. Ambos apoiaram e concordaram com os próximos passos.

Representando os órgãos de classe, Fernandes declarou o bom alinhamento da administração municipal com a ACE e o Sincomércio. “Durante o encontro, conseguimos debater as principais medidas a serem colocadas em prática. Precisamos todos nos unir e entender a importância das recomendações para que possamos evitar ao máximo a proliferação do Covid-19”, finalizou.

Também participaram do encontro o diretor de Marketing da ACE, Rodrigo Guarizo; o diretor do Sincomércio, Fernando Vieira de Lima; os secretários municipais de Planejamento e Finanças, Itamar Correa Viana, e de Assuntos Jurídicos, Renato Swensson; a diretora de Turismo da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego, Ana Rosa Augusto; e o diretor jurídico da prefeitura, José Serafim da Silva Junior.