16/07/2021

Força da economia local é destaque no Dia do Comerciante em Suzano

Força da economia local é destaque no Dia do Comerciante em Suzano

Município conta com mais de 6 mil empreendimentos em funcionamento e é destaque em ranking econômico do Estado

Em razão do Dia do Comerciante, a Prefeitura de Suzano realizou nesta sexta-feira (16/07) um balanço sobre os avanços no setor de Desenvolvimento Econômico. A cidade atualmente conta com mais de 6 mil empreendimentos em funcionamento, além de mais de 400 indústrias, cenário que coloca o município em posição de destaque no Estado.

Em desenvolvimento constante, Suzano tem o terceiro maior Produto Interno Bruto (PIB) do Alto Tietê, com R$ 10,7 bilhões, fator que garante a posição de 34ª economia de São Paulo. Os indicadores comerciais ainda renderam a ela uma posição no Top 100 de Melhores Cidades para Fazer Negócios do Brasil, da revista Exame. O comércio local tem papel essencial na conquista destes reconhecimentos e recebe estímulo constante da administração municipal para que continue prosperando.

Segundo balanço da pasta de Planejamento e Finanças, de janeiro a maio deste ano houve a abertura de mais 370 novas empresas e a formalização de 771 novos Microempreendedores Individuais (MEIs) na cidade, categoria que compreende cerca de 38,8 mil suzanenses ativos no mercado. A cidade ainda tem mais de 10 mil prestadores de serviço.

Para manter este cenário de crescimento, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego mantém diálogo constante com representantes e entidades do setor, como a Associação Comercial e Empresarial (ACE) de Suzano e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Por meio de parcerias, a pasta promove com frequência uma série de capacitações, acompanhamentos e dispõe de atendimento especializado para que todos que já atuam no mercado, ou que desejam empreender, possam consolidar o seu negócio e tenham o suporte adequado.

Suzano também investiu na desburocratização da abertura de novos negócios. Com o programa Via Rápida Empresa, disponibilizado em parceria com o governo do Estado, se tornou possível agilizar os processos para a regularização dos empreendimentos, principalmente os classificados como de baixo risco. Por meio deste recurso, a documentação é finalizada em cerca de dois dias. Além de reduzir a espera e poupar tempo, a medida ainda estimula o empreendedorismo na cidade.

Outro órgão que também oferece suporte aos comerciantes é o Banco do Povo Paulista, que tem uma unidade em Suzano. Ele disponibiliza linhas de crédito especiais para viabilizar os negócios. Em maio, ainda foi promovida uma modalidade emergencial de crédito para os segmentos mais impactados pelas restrições sociais impostas pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A iniciativa é uma parceria entre a prefeitura e o governo do Estado.

Graças aos investimentos públicos e o fortalecimento do comércio, Suzano entrou pela primeira vez no ranking geral do Índice de Cidades Empreendedoras (ICE), desenvolvido pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap), em parceria com a organização Endeavor, voltada ao apoio ao empreendedorismo no País. A cidade assumiu no ano passado a 32ª posição do levantamento nacional. A classificação leva em consideração o avanço em áreas como ambiente regulatório, infraestrutura, mercado, acesso à capital, inovação e cultura empreendedora.

O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi, reforçou o compromisso da administração municipal com os comerciantes da cidade, profissionais que são um exemplo de prestação de serviço e trazem produtos de qualidade à população. Segundo ele, a gestão pública segue alinhada ao desenvolvimento econômico e empenhada em fortalecer cada vez mais o mercado suzanense.

O chefe do Executivo afirma que a missão é contribuir para o progresso dos cidadãos e dos comerciantes, comentando que Suzano é uma referência na geração de emprego, muito graças ao ambiente de negócios forte e desburocratizado, além de uma série de parcerias, sempre promovendo incentivos para que Suzano atraia cada vez mais novos negócios.