13/09/2022

Curso de Promotoras Legais aborda fatores de proteção contra a violência doméstica

Curso de Promotoras Legais aborda fatores de proteção contra a violência doméstica

Aula inédita traz conceitos sobre sororidade e mitos relacionados à violência sexual

O curso de Promotoras Legais Populares de Suzano chega à 24ª aula da edição recebendo a psicóloga Cristina dos Santos Nery de Oliveira, que pela primeira vez marca presença junto ao grupo. A profissional traz um conteúdo inédito abordando fatores de proteção contra a violência doméstica, apresentando os conceitos de sororidade e cultura do estupro, além de abordar mitos relacionados à violência sexual e a importância da Educação Sexual trabalhada com crianças e adolescentes como prevenção a situações de abuso. O curso conta com atualizações semanais, às terças-feiras, no canal oficial da Prefeitura de Suzano no Youtube (bit.ly/TVPrefeituradeSuzano).

A psicóloga, que faz sua estreia entre os professores voluntários do curso, é pós-graduada em Saúde da Família, tendo experiência em transtornos mentais graves por meio da atuação junto ao Centro de Atenção Psicossocial (Caps) Devir, na rede de atenção à saúde em Suzano. A profissional também tem passagens por equipes multifuncionais na assistência privada e é autora da cartilha “Feminismo é para todos”.

Durante a explanação, a convidada compartilha seu conhecimento acerca da pauta feminista, abordando o conceito de sororidade entre as mulheres sob a perspectiva do suporte mútuo e da importância de redes de apoio para a proteção e fortalecimento das vítimas da violência doméstica, sobretudo no caso daquelas que passaram pela violação sexual.

Na oportunidade, Cristina pontua a cultura do estupro ainda vivenciada na sociedade brasileira e apresenta métodos de trabalhar a Educação Sexual como fator protetivo para as crianças e adolescentes. “A Educação Sexual, infelizmente, ainda é um tabu, mas ela é muito importante para que as crianças saibam o que é consentimento, sobre o que pode e não pode ser feito com o corpo delas. Tudo isso também influencia para garantir que no futuro elas possam desenvolver relacionamentos saudáveis e respeitosos”, explica.

A coordenadora do curso, a diretora de projetos Sandra Lopes Nogueira, enalteceu a colaboração da psicóloga. “Fico muito feliz em ver que o nosso curso cresce cada dia mais, ganhando a participação voluntária de profissionais que admiramos. Nosso objetivo é levar informação relevante e qualificada para a formação das nossas promotoras”, disse.

A dirigente do Serviço de Ação Social e Projetos Especiais (Saspe), a primeira-dama Larissa Ashiuchi, também agradeceu a profissional e reforçou a importância do tema. “Neste mês de setembro estamos focadas em trabalhar a questão da saúde mental, e sabemos que qualquer situação de abuso é destruidora. Por isso, conhecer os fatores protetivos, sobretudo aqueles contra a violência sexual, é indispensável para que saibamos nos proteger enquanto mulheres e também orientar e prevenir crianças e adolescentes”.