27/05/2022

Cerca de 300 pessoas participam de seminário sobre práticas de educação inclusiva

Cerca de 300 pessoas participam de seminário sobre práticas de educação inclusiva

Evento que ocorreu entre quinta e sexta-feira busca ampliar o debate dos direitos que as pessoas com deficiência têm

Cerca de 300 pessoas participaram do Seminário de Educação Inclusiva do Alto Tietê, realizado entre quinta e sexta-feira (26 e 27/05), no auditório da Faculdade Piaget. O evento teve à frente o Instituto Árion de Equoterapia e Desenvolvimento Humano e a própria instituição de ensino superior, com o apoio da Secretaria de Educação de Suzano. Na ocasião, houve ciclo de palestras e debates com especialistas da área inclusiva, alguns deles com abrangência internacional.

A proposta dos organizadores foi pautada sobre o tema “Ser diferente é normal e o mundo precisa aprender a lidar com isso”, com o objetivo de discutir, propor e disseminar as práticas inovadoras para o ensino inclusivo e trazer para o debate os direitos da pessoa com deficiência dentro do sistema de ensino.

Entre as pautas do evento, os presentes participaram de palestras sobre “benefícios da estimulação motora como base da aprendizagem”, “autismo e fatores de risco” e “transtornos dos neurodesenvolvimento de aprendizagem na inclusão escolar”, além de uma roda de conversa sobre o tema “olhar para a mãe da pessoa com deficiência”, com a pedagoga e psicopedagoga Stela Cortese.

Representando a prefeitura, a fonoaudióloga Maria de Fátima Dall’Aqua, membro da equipe de Educação Especial – Atendimento Educacional Especializado (AEE), promoveu uma palestra sobre “Seletividade Alimentar no TEA”.

Para a presidente do Instituto Órion, a pedagoga e psicopedagoga Roberta Borges, os dois dias de seminários marcaram os participantes do evento. “É emocionante ver educadores, especialistas, estudantes e principalmente mães, pais e cuidadores engajados na reflexão, debate e construção de um mundo cada dia melhor. O meu coração de educadora, que acredita na pessoa como agente de transformação, transborda de alegria e gratidão por esses dois dias intensos que certamente marcaram a vida de quem passou por aqui”.

O secretário municipal de Educação, Leandro Bassini, destacou a qualidade dos debates e palestras, e também dos próprios palestrantes que participaram do seminário. “É gratificante a gente poder promover este tipo de discussão em Suzano, com temas elaborados e especialistas no assunto. Educação é um tema que deve ser discutido sempre e ações como essa enriquecem o debate”, afirmou.

É importante lembrar que Suzano dispõe de diversos recursos para trabalhar o desenvolvimento e autonomia dos alunos com deficiências físicas e intelectuais, como os Teclados Inteligentes Multifuncionais (TiX), kits de Lego Braille Bricks com revistas em quadrinhos e um polo de atendimento exclusivo, anexo à Escola Municipal Caic, no Jardim Monte Cristo. O espaço ainda oferece o projeto-piloto do “Método de Intervenção Precoce Denver”, no qual propõe uma terapia comportamental que utiliza brincadeiras e ações conjuntas para estimular o aprimoramento de habilidades cognitivas, sociais e de linguagem.

Também participaram do evento o secretário municipal de Meio Ambiente, André Chiang, e o diretor da Secretaria Municipal de Cultura, Amaury Rodrigues.