22/10/2021

Assistência Social formaliza novo plano de ação para atuar em calamidades públicas

Assistência Social formaliza novo plano de ação para atuar em calamidades públicas

Documento oficial estabelece caminhos para que a secretaria esteja preparada para lidar de forma coordenada com situações adversas

A Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social de Suzano oficializou um novo plano de ação para agir em situações de emergência e calamidades públicas. A medida inédita foi publicada no diário oficial do município e regulamenta a atuação dos profissionais da pasta neste tipo de contexto, visando promover apoio e proteção à população impactada.

O plano já está em vigor e foi lançado neste mês em razão do Dia Internacional de Combate às Calamidades Públicas, celebrado em 13 de outubro. Com isso, o setor tem pela primeira vez um procedimento oficial que determina fluxos de trabalho específicos para estes contextos e medidas a serem tomadas e que também estabelece quais recursos devem ser previamente alocados para possibilitar atendimento imediato às famílias, com alojamentos provisórios, colchões, entre outros itens que serão usados em eventuais incidentes.

O titular da pasta, Geraldo Garippo, destacou a importância da medida, que posiciona a Assistência Social em um papel ativo e consistente no enfrentamento às situações adversas, ao lado de setores como a Defesa Civil e a Secretaria Municipal de Saúde. Ele ressalta que o plano é fundamental porque garante mais agilidade à prestação de serviço para a população, com a redução dos danos causados, em especial ao público mais vulnerável. O titular ressaltou que lidar com um desastre natural ou uma catástrofe não é algo que desejamos para ninguém, mas é essencial que o Poder Público esteja preparado para poder dar todo o auxílio necessário aos cidadãos sem ser pego de surpresa.

As calamidades públicas e situações de emergência envolvem uma série de contextos adversos, sejam eles naturais ou não, que causem grandes danos à comunidade, ao meio ambiente ou a bens materiais que impactem diretamente na vida das pessoas. São casos que vão desde deslizamentos de terra a grandes incêndios e epidemias sanitárias, por exemplo.

Na última quarta-feira (20/10), Garippo se reuniu com o secretário municipal de Segurança Cidadã, Elias Marques, e com o diretor da Defesa Civil de Suzano, Antônio Wenzler, para protocolar o plano de ação.

A fim de garantir melhor adaptabilidade da pasta a estes cenários, o documento também cria o Comitê de Resposta Emergencial (CRE) para coordenar estas ações de acordo com o contexto. O trabalho deste grupo de profissionais envolverá funções como identificação de adversidades, definição de locais seguros para acolher o público e orientação das equipes na ação de resposta para cada situação específica, visando conter os impactos e promover serviços de apoio às famílias.

A Defesa Civil de Suzano já atua de forma preventiva pela cidade para evitar que casos assim aconteçam, em especial com a formação de lideranças comunitárias e monitoramento de áreas de risco. Esta nova determinação, por outro lado, direciona os esforços específicos da área da Assistência Social para o apoio direto à população atingida, fortalecendo a rede de enfrentamento com ações.