17/12/2018

Unidade de saúde do Boa Vista é furtada

Unidade de saúde do Boa Vista é furtada

Direção da UBS notou a falta de monitores para computador, ventiladores, botijão de gás e diversos medicamentos; atendimento já foi normalizado

A Unidade Básica de Saúde (UBS) André Cano Garcia, da Cidade Boa Vista, foi furtada e vandalizada neste domingo (16/12). Em razão do ocorrido, durante a manhã desta segunda-feira (17/12), parte do atendimento foi suspenso pela Prefeitura de Suzano. Após a realização de todos os reparos, os trabalhos voltaram a funcionar normalmente por volta das 14 horas.

A situação foi constatada pelos primeiros funcionários que chegavam à unidade para mais um dia de trabalho, por volta das 7 horas. Eles notaram as portas arrombadas e janelas quebradas. O caso foi apresentado no 2º Distrito Policial, da Cidade Boa Vista, para registro de boletim de ocorrência.

A direção da unidade notou a falta de três monitores de computador, ventiladores, botijão de gás e diversos medicamentos. Houve também depredação do espaço: paredes sujas com ovos, portas quebradas, além de documentos, itens farmacêuticos e vacinas jogados ao chão.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Luis Cláudio Guillaumon, o atendimento médico foi retomado às 9 horas. Já vacinação, as atividades da farmácia e de curativos voltaram às 14 horas.

O local conta com 30 funcionários, entre médicos, dentistas, enfermeiros, farmacêuticos, fonoaudióloga, auxiliares de enfermagem e responsáveis pela parte administrativa. Atualmente, cerca de 40 mil pessoas do bairro dependem dos serviços prestados no local.

O caso, que está sendo apurado pela Polícia Civil, também receberá acompanhamento da Guarda Civil Municipal (GCM) para a identificação dos suspeitos.

Revitalização
A UBS Boa Vista vem recebendo melhorias por parte da administração municipal. Em junho deste ano, foi iniciada a primeira fase das intervenções, que ocorreram no piso superior. No local, foram realizadas intervenções elétricas, hidráulicas e na infraestrutura.

Já a segunda etapa, que compreende a manutenção do térreo e da área externa, começou em setembro. O objetivo é fazer com que a unidade tenha condições de se tornar um Pronto Atendimento (PA) no futuro.