Fix
10/03/2018

Suzano desenvolve ações preventivas contra doenças sexualmente transmissíveis

Suzano desenvolve ações preventivas contra doenças sexualmente transmissíveis

Por meio do Serviço de Atendimento Especializado/Centro de Testagem e Aconselhamento, ações educativas e corretivas ocorrem em toda a cidade

Mesmo no período pós-Carnaval, o Serviço de Atendimento Especializado/Centro de Testagem e Aconselhamento (SAE/CTA) da Prefeitura de Suzano vem desenvolvendo ações preventivas contra doenças sexualmente transmissíveis (DTSs). Subordinado à Secretaria Municipal de Saúde, o órgão também presta o atendimento aos munícipes no tratamento e no acompanhamento de rotina de pacientes.

As equipes do setor atuam no abastecimento de preservativos masculino e feminino nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), além da distribuição de gel íntimo (lubrificante) e folders informativos. Em ações pontuais, o CTA também articula formas de conscientização nos locais de grande movimento de pessoas, como postos volantes de vacinação e eventos públicos. Para se ter uma ideia, mais de 7 mil unidades de preservativos e gel lubrificante foram distribuídos entre as comemorações do Carnaval e as campanhas de vacinação contra a febre amarela em Suzano.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Luis Claudio Guillaumon, a iniciativa tem o objetivo de conscientizar a população quanto às doenças sexualmente transmissíveis durante todo o ano. Para isso, o CTA disponibiliza testagens rápidas de HIV, sífilis e hepatites B e C, promove palestras sobre educação sexual e faz aconselhamento na própria sede da unidade, situada na rua Batista Renzi, 186, no Jardim São Luiz.

Com a execução dos exames, os resultados são realizados de forma sigilosa e privativa, com orientações antes e depois dos testes e, se necessário, encaminhamento para tratamento. Fica a cargo do Centro de Testagem e Aconselhamento disponibilizar os resultados dos testes. Atualmente, o CTA conta com 650 pessoas cadastradas, sendo que 350 fazem o tratamento ativamente com medicação e orientações rotineiras.

Nesses casos, os pacientes têm o acompanhamento da carga viral por meio de consultas com médico infectologista.

Mais informações sobre o SAE/CTA podem ser obtidas pelo telefone 4741-2535.