10/10/2018

Saúde leva tratamento odontológico a mais de mil alunos de escolas municipais

Saúde leva tratamento odontológico a mais de mil alunos de escolas municipais

Crianças dos bairros Vila Ipelândia, Chácara Sete Cruzes, Fazenda Aya e Jardim Varan receberão atendimento nas próprias unidades

A Secretaria de Saúde de Suzano, por meio da Coordenadoria de Saúde Bucal, iniciou nesta terça-feira (09/10) tratamento odontológico especial para mais de mil alunos da rede municipal de ensino. A iniciativa ocorrerá até 14 de novembro em quatro unidades localizadas em regiões afastadas do centro da cidade – três delas em áreas rurais – e conta com a participação de estudantes do curso de Odontologia da Universidade de Mogi das Cruzes, com quem a pasta mantém uma parceria.

Ao todo, 1.091 crianças serão atendidas no próprio ambiente escolar. Todas elas já haviam passado por uma avaliação, mas não procuraram qualquer tratamento. Nesta ação específica é utilizada a técnica de restauração atraumática, que é indolor, com instrumentos manuais (sem “motorzinho” nem anestesia) para remoção de cárie e que conserva maior elemento dental. O objetivo principal é remoção de cáries e estimular a prevenção, com orientação sobre como escovar os dentes corretamente.

São abrangidas pela ação as Escolas Municipais Chácara Duchen, na Vila Ipelândia; Professora Mônica Sônia Pinheiro Maida, na Chácara Sete Cruzes; Professora Nizilda Alves de Godoy, na Fazenda Aya; e José Celestino Sanches, no Jardim Varan. As três primeiras estão localizadas em áreas rurais, onde foi identificada baixa adesão de alunos com cárie ao tratamento odontológico em unidades de saúde do município.

Os atendimentos ocorrerão nas quatro escolas em nove datas, entre 9 de outubro e 14 de novembro. Em cada uma dessas oportunidades haverá a participação de 12 estudantes de Odontologia da UMC e de integrantes da Coordenadoria de Saúde Bucal. No primeiro semestre deste ano, a mesma ação foi realizada com 1,4 mil crianças das Escolas Municipais Orlando Digenova, no Miguel Badra, e Antônio Marques Figueira, no centro.