02/01/2019

Rede Municipal de Saúde atende mais de 800 pessoas em terapias integrativas

Rede Municipal de Saúde atende mais de 800 pessoas em terapias integrativas

Entre os tratamentos estão acupuntura, homeopatia e meditação; meta é expandir os trabalhos durante o ano de 2019

A Secretaria de Saúde de Suzano vem oferecendo métodos e terapias complementares para a população. São seis tipos de tratamentos, que vão da acupuntura à meditação. Aceitas pelo Ministério da Saúde, as práticas integrativas atendem mais de 800 pessoas mensalmente e já estão sendo aplicados em alguns postos de Saúde. A meta é ampliar as ações durante o ano de 2019.

De acordo com o titular da Saúde suzanense, o médico Luis Cláudio Rocha Guillaumon, estão sendo oferecidos tratamentos de acupuntura, auriculoterapia, arteterapia, homeopatia, reiki e meditação, atendendo pacientes que contam com diagnóstico das mais variadas questões de saúde, como dores crônicas, ansiedade, insônia, asma, entre outras.

O trabalho já está sendo realizado nas Unidades da Saúde da Família (USFs) Dr. Eduardo Nakamura (rua Mário Bochetti, 680 – Miguel Badra), Jardim São José (rua Turquia, 501) e Jardim Europa (avenida Washington Luiz, 1.608), bem como nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) Dr. André Cano Garcia (av. Jaguari, 37 – Jardim Dona Benta), Prefeito Alberto Nunes Martins (rua Paulo Portela, 205 – Centro), Monte Cristo (rua Cachoeira, s/n) e Palmeiras (travessa Crispim Adelino Cardoso, 137 – Recanto Feliz). Os quatro Centros de Atenção Psicossocial (Caps) também são contemplados com as atividades.

A implantação segue a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC), elaborada em 2006 pelo Ministério da Saúde, que pretende incorporar as práticas ao Sistema Único de Saúde (SUS) para promover a saúde integral e mudar o paradigma do tratamento de doenças, prevenir o agravamento de enfermidades e auxiliar na recuperação dos pacientes, com ênfase na atenção básica.

Para 2019, a Secretaria Municipal de Saúde tem como objetivo aumentar a oferta de práticas integrativas e complementares para todas as unidades de saúde da cidade, a fim de aprimorar os atendimentos e realizar a prevenção de doenças.