10/10/2019

Prefeito de Suzano apresenta balanço de viagem ao Japão

Prefeito de Suzano apresenta balanço de viagem ao Japão

Ida ao país oriental foi totalmente custeada pelo governo japonês e se deu por Rodrigo Ashiuchi ter sido considerado um líder nikkey na América Latina

O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi, retomou nesta quinta-feira (10/10) suas atividades como chefe do Poder Executivo, após ter ficado nove dias em missão oficial no Japão, participando do programa “Next Generation of Nikkeys Leaders”. A ida ao país oriental foi totalmente custeada pelo governo nipônico e se deu por ele ter sido considerado pelo Consulado do Japão em São Paulo um jovem líder nikkey no Brasil.

Passando por Tóquio, Yokohama, Kyoto e Hiroshima, o prefeito suzanense se reuniu com a alta cúpula do governo japonês, tendo se encontrado com o imperador Naruhito e a imperatriz Masako; participou de uma reunião na Casa Imperial com o príncipe Fumihito Akishino; e tratou de parcerias com o ministro das Relações Exteriores do Japão, Toshimitsu Motegi, e com o chefe de Gabinete do primeiro-ministro do Japão, Shinzō Abe. Também recebeu capacitações e orientações, principalmente do setor cultural, destacando o professor Takashi Teramoto, um dos sobreviventes da bomba atômica lançada em Hiroshima no final da Segunda Guerra Mundial.

Ele contou que o programa possibilitou agendas com pessoas do alto escalão e participação em eventos importantíssimos. O grupo conheceu a Panasonic, uma empresa japonesa fabricante de eletroeletrônicos, e outras corporações. Ashiuchi pode apresentar Suzano e o Alto Tietê, principalmente citando dados e números, para que possam investir no município.

Na oportunidade, o prefeito também conheceu o Museu da Migração Japonesa ao Exterior, dedicado a todos os japoneses que contribuíram na construção de novas civilizações nas Américas, feito pela Agência de Cooperação Internacional do Japão, a Jica, e o Memorial da Paz, que fica em Hiroshima e mostra toda a história da cidade e sua reconstrução, desde o dia 6 de agosto de 1945, quando os “Aliados” bombardearam a cidade.

Além de fomentar os vínculos comerciais e econômicos, o prefeito também valorizou o intercâmbio cultural, que é de grande importância para a preservação das origens e para adquirir um olhar mais justo e igualitário para o futuro. Para ele, a experiência única e singular fortificou ainda mais os laços de Suzano com o Japão, sendo que retorna à cidade com a sensação de missão cumprida. Ashiuchi finalizou dizendo que ter sido convidado pelo governo japonês por ser considerado um jovem líder nikkey do Brasil e da América Latina o deixou muito feliz, porque representa o esforço e a luta por um município melhor, mais desenvolvido e com mais qualidade de vida.