06/11/2019

Educação mantém escola do Jardim Revista no mesmo endereço e cria mais 50 vagas

Educação mantém escola do Jardim Revista no mesmo endereço e cria mais 50 vagas

Com a novidade, o número de crianças do bairro atendidas pela rede municipal em educação infantil passará de 240 para 290

A Secretaria de Educação de Suzano determinou a prorrogação por mais um ano do funcionamento da Escola Municipal Jardim Revista no imóvel atual e a criação de mais 50 vagas a partir de 2020. Ou seja, os alunos atendidos permanecerão no mesmo local e crianças que já estão na fila de espera serão chamadas. A novidade foi informada aos pais e responsáveis pelo secretário Leandro Bassini durante reunião na manhã desta quarta-feira (06/11), que contou também com a participação da vereadora Neusa dos Santos Oliveira e de servidores da pasta.

Com a novidade, o número de vagas em educação infantil para o bairro e adjacências passará de 240 para 290. A Escola Municipal Jardim Revista está atualmente em um imóvel alugado na rua Vênus e a intenção é estudar alternativas neste período para melhor acomodar as crianças no futuro. As vagas a mais serão criadas na Creche Comunitária Jardim Revista, que é gerida pela Associação de Apoio para Deficientes de Suzano (AADVIS) por meio de um convênio com a Prefeitura de Suzano

Bassini explicou que essa medida foi tomada em função da demanda verificada naquela região. Por isso, até que se resolva a situação e se garanta um local melhor para acomodar os alunos dessa unidade, será aumentada a oferta de vagas no bairro. A intenção é que a Escola Municipal Jardim Revista funcione em um prédio próprio, sem a necessidade de aluguel. O secretário disse que tem certeza de que, neste período, serão encontradas opções mais adequada para todos. A garantia é de que em 2020 o atendimento continue sendo no mesmo endereço.

Segundo o secretário, a informação foi bem recebida pelos pais e responsáveis. Os familiares dos alunos também entenderam que esta seria a melhor alternativa, ficando claro que a meta é oferecer o imóvel mais adequado e manter a qualidade do ensino. Além de evitar a transferência das crianças neste momento, serão providenciadas 50 vagas a mais, sendo algo muito importante para atender a demanda da região.