12/06/2019

Convênio com governo do Estado garante 39 psicólogos para Suzano a partir de julho

Convênio com governo do Estado garante 39 psicólogos para Suzano a partir de julho

Novos profissionais foram definidos em processo seletivo estadual e contratados pela Fundação Faculdade de Medicina do Hospital das Clínicas de São Paulo

Na semana em que se completa três meses da tragédia ocorrida na Escola Estadual Professor Raul Brasil (13/03), a Prefeitura de Suzano obteve a confirmação da vinda de 39 psicólogos destinados. Este é o resultado das tratativas realizadas entre os governos municipal e estadual. O plano de trabalho foi elaborado pela Saúde Mental e apresentado à Secretaria de Estado de Saúde após o ataque, que culminou na morte de oito pessoas, além dos dois atiradores. A previsão é de que os novos profissionais comecem a prestar o serviço na cidade em julho.

O anúncio foi feito durante audiência na tarde desta terça-feira (11/06) na sede da pasta estadual, em São Paulo, pelo secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann Ferreira, e pelo adjunto, Alberto Hideki Kanamura. Estiveram presentes na reunião o secretário municipal de Saúde, Luis Claudio Guillaumon, a diretora técnica Tânia Mara Porfírio e a coordenadora da Saúde Mental de Suzano, Dulce Ramos.

Os novos profissionais terão como missão atender a demanda reprimida por atendimento psicológico e realizar ações de promoção de saúde mental nas escolas da cidade, com o intuito de prevenir o sofrimento psíquico, fortalecer os vínculos e prevenir bullying e cyberbullying. Para isso, eles serão direcionados para atuar em todos os 22 postos de saúde e nos quatro Centros de Atendimento Psicossocial (Caps) existentes no município. Além disso, seis psicólogos trabalharão diretamente na Escola Estadual Professor Raul Brasil e na Diretoria Regional de Ensino de Suzano.

Ficou definido no encontro que a previsão para o início da jornada de trabalho será em 1º de julho (segunda-feira). O processo seletivo foi promovido pelo governo estadual. No total, houve 188 inscritos e 39 foram aprovados. Com o convênio entre município e Estado, a contratação é realizada pela Fundação Faculdade de Medicina do Hospital das Clínicas de São Paulo (FFMHC-SP) por tempo indeterminado.

A partir de agora, a coordenação da Saúde Mental de Suzano fará entrevistas com eles a fim de entender os perfis existentes e assim direcioná-los aos postos de trabalho. A etapa seguinte será o acolhimento e a capacitação dos profissionais antes de iniciarem os atendimentos.

O secretário de Saúde de Suzano comemorou a confirmação da parceria com o Estado. Guillaumon frisou que a cidade está unida nesta causa e que é necessário trabalhar em sintonia para fazer o melhor possível e resolver os problemas de forma digna. Além de prestar o atendimento primordial às vítimas e aos familiares da escola Raul Brasil, será feito um trabalho de prevenção, de modo a evitar novas demandas de sofrimento psíquico de crianças e jovens. É um trabalho que demanda tempo, mas que é de extrema importância para a sociedade.

Atualmente, a rede municipal de saúde conta com 19 psicólogos. Desde dezembro, as quatro unidades do Caps realizavam, em média, 440 atendimentos por mês. Após o ataque na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em março, a demanda subiu para 1,4 mil pessoas.