09/01/2017

Controladoria Geral de Suzano-SP quer implantar Plano de Transição, Transparência e Controle da Administração Pública

Controladoria Geral de Suzano-SP quer implantar Plano de Transição, Transparência e Controle da Administração Pública

Objetivo é criar um sistema de controle da estrutura do governo municipal suzanense, bem como combater a corrupção de maneira legal e interna, desde a identificação de irregularidades até a punição dos envolvidos; trabalhos têm a frente o advogado Murilo Inocêncio

A Controladoria Geral de Suzano-SP deverá implantar ainda neste ano um sistema de fiscalização inovador das contas, dos gastos públicos e de combate à corrupção. Intitulado Plano Municipal de Transição, Transparência e Controle, o projeto será executado pela Controladoria, Ouvidoria Municipal e Corregedoria local. Com a medida em vigor, o poder público municipal terá estrutura legal para a identificação de irregularidades e as punições necessárias.

Segundo o secretário da Controladoria Geral, o advogado Murilo Inocêncio, o Plano de Transição, Transparência e Controle ainda depende de algumas formatações técnicas para ser viabilizado. Contudo, as tratativas estão em fase final. A intenção é que, para dar início aos trabalhos, seja elaborado um documento oficial que relate a situação financeira e estrutural de cada secretaria municipal.

Inocêncio afirma que a ideia é confrontar os dados passados durante a transição de governo e tornar pública a situação atual da Prefeitura de Suzano. Para tanto, depende da implantação da Corregedoria Geral do Município, que vai compor um tripé importante ao lado da Ouvidoria e da Controladoria.

Dentre as medidas já executadas pela pasta e que compõem o Plano Municipal de Transição, Transparência e Controle, está o levantamento patrimonial. Cada secretaria municipal já foi incumbida de providenciar um diagnóstico preciso dos itens públicos (patrimônio) encontrados no início da gestão (2 de janeiro), sinalizando a situação em que os mesmos foram entregues e se têm condições para aproveitamento.

O chefe da pasta de Controladoria Geral adiantou que a proposta, num primeiro momento, é promover uma apresentação individual de cada pasta, para que os secretários compartilhem com o prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi, a realidade funcional de seus departamentos e as dificuldades que estão encontrando no dia a dia.

Com o aprimoramento da operacionalização da Ouvidoria Municipal, o objetivo é tornar os processos mais ágeis e facilitar o acesso dos munícipes ao serviço.

Inocêncio acredita que, por meio das ferramentas das quais estará à frente no mandato 2017/2020, a população suzanense estará mais amparada.