12/07/2019

Agressor desrespeita medida protetiva e é detido pela GCM

Agressor desrespeita medida protetiva e é detido pela GCM

Mulher assistida pela Patrulha Maria da Penha acionou a corporação após ser ameaçada pelo ex-marido no Miguel Badra

No fim da tarde desta quinta-feira (11/07), a Guarda Civil Municipal (GCM) de Suzano deu voz de prisão a um acusado de agredir a ex-mulher, vítima de violência doméstica assistida pela Patrulha Maria da Penha. Ele desrespeitou medida protetiva que determinava a distância de 100 metros dela e foi autuado em flagrante.

A vítima acionou a GCM por duas vezes no início e no meio da tarde, relatando receber diversas ameaças do ex-marido. A comandante interina da corporação, Rosemary Caxito, disse que ela foi levada à Delegacia de Defesa da Mulher para prestar depoimento e relatar os novos fatos referentes às ameaças que o acusado fazia. A comandante disse que, com a informação de que já havia um mandado de prisão preventiva expedido contra ele, a equipe noticiou a viatura que estava fazendo operação de visibilidade e, caso o vissem, poderiam imediatamente conduzi-lo à delegacia.

Caxito também passou a informação à Ronda Ostensiva Municipal (ROMU), com pedido para que durante a noite desse atenção especial à região onde mora a vítima, no Miguel Badra. No fim da tarde a patrulha foi novamente acionada. Nessa hora, uma equipe da ROMU já estava se dirigindo ao local e conseguiu capturar o agressor antes de conseguir fugir.

Rosemary contou que ligou para a Delegacia de Defesa da Mulher, conversou com a delegada e pediu para que ela aguardasse até que a guarnição fosse apresentar o ocorrido. O agressor ameaçava a vítima de morte, mas a equipe obtive êxito na captura antes que o pior acontecesse. Com quase cinco anos de atuação em Suzano, a Patrulha Maria da Penha, da GCM, promove um importante trabalho de enfrentamento à violência doméstica e contra as mulheres.